top of page
LOGO3 ICON_edited.png
  • Marcos Antonio Jeremias Junior

COMO FUNCIONA A POLÍTICA DE MONETIZAÇÃO DO FACEBOOK

Como sabemos, o Facebook não é somente uma rede social onde as pessoas trocam informações e interagem entre si por meio de perfis individuais.


Ela é também possui ferramentas de monetização, para que os usuários aufiram renda decorrente do conteúdo que distribuem na plataforma, por exemplo, temos os anúncios in-stream (que em tradução literal significa “em transmissão”), se tratando de anúncios inseridos diretamente em alguns conteúdos postados e seus criadores são remunerados ao passo em que os usuários comuns os consomem.


Com isso, aquele que deseja monetizar seu conteúdo, precisa necessariamente seguir de maneira estrita os termos de uso e demais normativas determinadas pela a plataforma, sob pena de não poder monetizar seu conteúdo ou mesmo, sofrer demais sanções que a plataforma preveja.


O principal objetivo destas diretrizes, é garantir que os usuários tenham uma experiência de navegação segura e agradável, assim os conteúdos que desrespeitam tais normas de utilização, ficam de fora do programa de monetização ou mesmo são retirados da plataforma.


Algumas das condutas que são vedadas na política de monetização de conteúdo, é a divulgação de conteúdos de conteúdo explícito, sexual, violento ou ofensivo.


Uma vez que a plataforma identifica que houve a violação, ocorre a desativação de veiculação de anúncios in-stream para o vídeo ou conteúdo publicado, algo que por consequência retira a monetização do conteúdo e como dito anteriormente, pode gerar a remoção definitiva do conteúdo da plataforma!


Todavia, nenhuma ferramenta de checagem é perfeita, podendo ocorrer erros de avaliação, considerando de maneira errônea que determinado conteúdo fere as normas de monetização de conteúdo, prejudicando injustamente os criadores de conteúdo que agem de maneira correta.

Assim, na hipótese de ter um vídeo desmonetizado, ao acreditar que a conduta de desmonetizarão foi indevida, é possível ingressar com recurso administrativo diretamente na equipe de análise responsável, visando resolver qualquer que seja o equívoco da plataforma.


Por outro lado, caso o recurso não seja exitoso em relação à volta da monetização de conteúdo, é possível reverter a situação através de uma notificação extrajudicial, ou mesmo através do ajuizamento de uma ação judicial, abrangendo as perdas e danos que eventualmente tenham sido causadas pelo corte de monetização.

Comments


Facebook
Posts Recentes
bottom of page