Posts Em Destaque
  • José Eduardo Mercado Ribeiro Lima

As fraudes mais absurdas contra lojistas em marketplaces

O escritório recebe muitos contatos de lojistas em marketplaces como o Mercado Livre, e B2W, desesperados por fraudes e golpes sofridos, com consequências graves aos negócios, sem qualquer respaldo destas plataformas.

Os golpes perpetrados são criminosos, podem configurar crimes graves, como o estelionato, apropriação indébita e outros delitos, conforme a natureza da fraude.

Atualmente, resta claro que o meio empregado(Internet) não influencia mais sobre a caracterização do crime, o que foi muito discutido nos primórdios da Internet.

Na verdade, penso que no futuro, o crime cibernético será até mais comum que os crimes no mundo físico, levando as autoridades desenvolverem, cada vez mais, tecnologias para a apuração destes crimes.

Todavia, nos dias atuais, a apuração ainda é muito rudimentar, e a prevenção é a palavra de ordem para que tais crimes não aconteçam, ou pelo menos, seja possível obter o ressarcimento por tais falhas de segurança.

Seguem algumas das fraudes mais absurdas cometidas contra lojistas em marketplaces:

- Fraude do celular para hackear contas do Mercado Livre

Alguns golpistas conseguem promover a subtração de linhas de celular para obter as contas de lojistas do Mercado Livre.

A partir desta falha de segurança, o golpista se apropria do e-mail, altera a senha da conta do Mercado Livre e realiza transações, pagamento de boletos(impostos), subtraindo os créditos do lojista da conta do Mercado Pago.

Alguns lojistas procederam com processos contra as operadoras de celular, denunciando a falha de segurança e conseguiram recuperar os prejuízos.

- Fraude do e-mail cadastrado do Mercado Livre

Através de alguma técnica hacker não identificada, o fraudador consegue se apropriar da conta de e-mail vinculada à conta do Mercado Livre, e se apropria da conta, realizando transações, pagando boletos.

O lojista altera a senha, consegue recuperar o e-mail, e tempos depois, o fraudador consegue novamente a senha do lojista, e consegue acessar a conta.

- Denúncias de anúncios pela concorrência

Os concorrentes promovem denúncias abusivas de anúncios, sem qualquer respaldo, levando o Mercado Livre suspender a conta por excesso de reclamações, eliminando a concorrência.

- Alteração de anúncio padrão, prejudicando outros lojistas

Na B2W, existe a agregação de anúncios padrão, que podem ser aderidos por quaisquer lojistas, a configurar uma espécie de leilão.

Alguns lojistas promovem a alteração sutil das características do anúncio, levando a alguns lojistas a venderem produtos errados, induzindo a venda a uma propaganda enganosa, reduzindo o ranking do lojista.

- Golpe do whatsapp

Não vou dar os detalhes, pois o golpe não demanda qualquer conhecimento técnico, apenas é algo extremamente engenhoso, e envolve uma simulação de compra pelo whatsapp.

Com a concretização do golpe, o fraudador se aproveita que o Mercado Livre sempre dá razão ao cliente, e o prejudicado é o lojista.

- Golpe do chargeback

O comprador realiza cadastro fraudulento, adquire produto, este é entregue, alega não ter recebido e cancela a compra tempos depois no cartão de crédito ou mesmo pelo Mercado Livre, gerando prejuízos financeiros e até a suspensão da conta do Mercado Livre.

Estes foram alguns dos exemplos dos golpes e fraudes que prejudicam os lojistas em Marketplaces.

Sempre que o lojista for prejudicado por um golpe, é prudente procurar auxílio jurídico, pois em algumas situações, é possível obter na justiça a reparação dos danos sofridos pela falha de segurança.

Se a sua loja foi alvo de fraudadores da Internet, entre em contato com nosso escritório.

Facebook
Posts Recentes
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle

Mercado Advocacia - Sociedade inscrita na OAB/SP 15.830, inscrita no CNPJ/MF sob nº 21.495.242/0001-73

Avenida Paulista, 171 - Bela Vista - São Paulo - SP

Rua Desire Contier, 39 - Brooklin - São Paulo - SP

E-mail: jlima@mercadoadvocacia.com.br

Consulte nossos Termos de Uso do Site